Archive for the ‘Cagando e andando’ Category

Jornalistas de fralda!

4 maio, 2008

Daqui menos de 1 hora começa a passeata de legalização da maconha no Parque do Ibirapuera (SP). Um amigo meu da DUCA Filmes falou que vai lá gravar, e torcendo por ele, pensei: “seria bom se acontecesse alguma cagada pra ele gravar”. Falei brincando, mas não estava mentindo. Na hora já lembrei do documentário que farei sobre queimadas ilegais. Pensei o quão decepcionante seria, do ponto de vista do meu filme, se ninguém tacar fogo na mata bem na época que eu for gravar. Comecei a ligar os pontos. Que coisa hipócrita que a comunicação pode ser! Se até os comunicadores que mais desejam transmitir coisas boas, podem facilmente se flagar torcendo pelas cagadas, então imagine o que alguns jornalistas são capazes de fazer, simplesmente para chamar a atenção. 

Exemplo atual de péssimo jornalismo: a última Veja com capa sobre o Ronaldinho (o gordo). Evidente que o cara cagou feio, mas já na capa fica explícito o quão tendenciosa é a matéria “A escolha de Ronaldo. O Fenômeno podia ser um Pelé, mas de escândalo em escândalo sua imagem se desfaz como a de Maradona.” Calma lá. O que Ronaldo fez não é tão abominável nas suas atitudes em si, só é no fato de ele, como um dos seres humanos mais conhecidos do mundo, não poder separar sua imagem de atleta da sua vida pessoal como gostaria. Existem muitas expectativas em cima dele e várias delas tem que ser levadas muito a sério, indiscutivelmente ele vacilou. Ok. Mas daí pra compará-lo a alguém que teve os problemas de Maradona é um salto gigantesco. Maradona era um atleta saudável e tornou-se um rato de clínicas de recuperação. O Gordo é só um mulherengo. Talvez agora também seja meio pervertido demais e talvez tenha até consumido cocaína no quarto do motel, mas isso ainda é muito especulativo e dificíl de julgar. As imagens e os fatos que temos de Maradona são de outro peso, não dá pra comparar dessa forma. Muito menos na capa da principal revista do país! E menos ainda em uma semana onde dados raríssimos de um futuro próspero na economia poderiam estar sendo comentados! Caiam na real! O cara é só um jogador de futebol! A mídia o transformou num mito e agora vai destruir o mito. Como se fosse um produto, Ronaldo foi consumido e agora será jogado fora.

Esse ainda é o caso de um jornalista que tinha fatos gritantes nas mãos. Imagine quantos não tem fatos banais e tentam criar aberrações, chamar a atenção a qualquer custo, defender de forma totalmente inconsequente algum ponto de vista. Um clichê que aqui cabe perfeitamente é o bom e velho “é possível dizer uma grande mentira, usando só verdades”. De pequenos em pequenos artigos eles enchem a nossa cabeça de merda. Muito cuidado com o que você lê e vê por aí. Leia a Veja, mas leia sobre o mesmo assunto em outros veículos. Você vai descartar naturalmente a Veja. E quanto mais exigirmos dos meios, mais veremos comunicadores nojentamente irresponsáveis serem substituídos por gente séria.

Toda essa galera que está cagando e andando, alguma hora vai ter que trocar a fralda. E aí eu quero ver eles fazerem isso sozinhos. Vai ser ridículo.  

Anúncios