Archive for the ‘Peidinhos’ Category

Mimetismo ou camuflagem?

12 maio, 2008

Deixo a dúvida para os biólogos e me limito a me apresentar imageticamente para os leitores desse blog.

Eu sou essa coisa aí no meio das árvores.

Anúncios

Jogando a real.

12 maio, 2008

Imaginei esse blog como uma plataforma de idéias que critica as decisões tendenciosas e desprovidas de bom senso que reinam no mundo de hoje. Sendo assim, não poderia ignorar opiniões ou até mesmo deixar de mudar as minhas em função delas. Desde o começo eu já tomei grande cuidado para não ser mal interpretado ou cometer os mesmos deslizes que condeno. Mas me excedi. Fui criticado e tive que admitir que foi um puta exagero colocar o Maggi num quadro junto com o “Monstro da Áustria”, acabei simplificando e banalizando a questão, que na verdade é muito mais complicada. Tirei ele de lá e deixei minha opinião resumida ao post “Olha o naipe da cagada…” onde falo um pouco mais sobre o que está acontecendo no Mato Grosso. Mantenho minhas criticas, mas sem precisar escrachá-las.
 
Estou sempre fazendo alterações nos textos. Inclusive porque minha proposta é diferente das de outros blogs que acreditam estar fazendo boa comunicação, mas acabam se rendendo quase que exclusivamente a postar piadinhas efêmeras só porque rendem mais visitantes. Esses, no final das contas se equiparam exatamente a luta por ibope e crifras das quais julgam-se isentos. Eu prefiro confiar que uma hora ou outra as pessoas (pelo menos as que me interessa atingir) notarão que existe um cuidado acima da média no que posto no meu blog. Demoro um tempão pra bolar a maioria dos textos que coloco aqui. Esse de agora foi rápido, uma exceção. Mas é que eu queria compartilhar esse pensamento com vocês.

Essa é a graça de um blog. Posso jogar a real sempre.

Continuem comentando! Valeu! Abraços.

Pra quê mais gente?

6 maio, 2008

Esses dias li um artigo no caderno principal do Estado, totalmente contra o aborto. E antes de começar já aviso: sou pró. Concordo que existem casos e casos, fetos e fetos, certos e errados. Não dá pra ser totalmente pró, nem totalmente contra. O ideal seria o velho e bom (e cada vez mais distante) bom senso. Infelizmente é difícil contar com ele e por isso precisamos de leis que tornem nítidos os limites do que pode ou não ser feito. Mas essas leis estão sujeitas a mudanças. E quando vejo um cara como esse X que nem me dei ao trabalho de descobrir o nome, dono de um currículo de algumas linhas, declamando “a verdade” sobre o assunto, apoiando-se no direito e na religião, inevitavelmente volto-me mais uma vez para o outro ponto de vista: o ambiental. Com o mundo borbulhando de problemas por todo canto, quase todos eles provocados e maximizados pela quantidade absurda e crescente de pessoas, pra quê lutar para acrescentar gente que nem os pais querem ver nascer?  

Não queria simplificar. Mas é que pra mim realmente não faz sentido nenhum.

…completando o post anterior.

6 maio, 2008

A exposição de contra cultura no SESC que falei no post abaixo vai até dia 22 de junho. Não deixem de ir!

Falem mal, por favor!

29 abril, 2008

Por favor, não se contentem em apenas ler meus textos. A idéia de fazer um blog vai exatamente contra a passividade. Postem comentários! Críticas são muito mais bem vindas que elogios. Quero discutir informações, agregar idéias, entender opiniões. Valeu!

Abraço 

Afinal, o que o Digo tem a dizer?

28 abril, 2008

Fiz esse blog para mostrar e discutir como o mundo está cada vez mais parecido com um grande e fedido cocô. Dizem que a gente é o que a gente come. Besteira! O que a gente caga é muito mais revelador. Aguardem!!