Posts Tagged ‘Carlos Minc’

Remando contra a maré.

19 maio, 2008

Quando comecei a me informar sobre a situação do desmatamento na amazônia, me deparei com uma série de depoimentos conflitantes entre os diferentes ministros e tive impressão que algumas questões são tão antagônicas que viram um papo de doido, com cada um tentando defender o seu lado e não chegando a nenhuma solução. Parece que eu não me enganei. E parece que o lado da Marina Silva (ministra do Meio Ambiente) não aguentou. Após 5 anos e meio remando contra a maré da economia, ela renunciou o cargo.

A Ministra era conhecida no Brasil e no mundo por ser ferrenha defensora da natureza e da amazônia, e realmente não abriu mão de nenhuma de suas metas em função de qualquer iniciativa que pudesse prejudicar o meio ambiente. Alguns dizem que ela era muito radical e que sua saída pode facilitar o estabelecimento de um meio termo entre os objetivos econômicos e ambientais. Os principais jornais do mundo não enxergaram assim. A notícia foi 100% ruim do ponto de vista internacional. 

Mas do ponto de vista desse meio termo, o Carlos Minc, novo ministro, pode ser uma boa. Como secretário de Meio Ambiente do RJ, ele surpreendeu alcançando metas em tempo recorde e surpreendeu mais ainda os que o conheciam por ser um ambientalista radical. Seu mandato mostrou que mudou. Aparentemente alcançou esse tal meio termo.

Agora fica a pergunta: será que o meio termo do Carlos Minc era o que faltava a Marina Silva? É muito difícil dizer. Mas se todos já sabem que o aquecimento global é um problema consumado, é uma corrida contra o relógio e 70% da emissão de carbono do Brasil provém das queimadas de floresta, é mais difícil ainda dizer que não perdemos uma batalha importante.

Não torço contra. Se mesmo com as oposições, Marina Silva conseguiu dar alguns passos consideráveis, tenho certeza que Carlos Minc conseguirá dar mais alguns. Só torço para que não abra mão da natureza em função da economia, o que parece ser cada vez mais impossível.

Trazendo a expressão “abrir mão” para seu sentido literal, o desenho abaixo resume bem o rumo que a humanidade está tomando. A diferença é que no desenho é só mais um homem. No nosso caso é o planeta inteiro.